12 março 2016

Lição de casa está destruindo nossas crianças;

||
0 Comment
|

Lição de Casa tem um impacto em jovens alunos- mas não é um bom impacto.

lição de casa ou tortura?

Talvez o título desse texto seja controverso, chocante, e incomode muitos pais e educadores que ainda pensam naquela educação tradicional, copista, antiga, que faz uso da lição de casa como parte da  também conhecida  Educação Bancária, como bem retrata Paulo Freire, onde a criança recebe o que é ensinado passivamente, sem refletir ou questionar, apenas reproduzindo o que é ensinado.

Mesmo sabendo do que pode causar de incômodo a alguns pais, escolas e educadores, resolvi compartilhar o que penso e o que há muito eu falo em treinamentos de professores e em reunião de pais. Não gosto de lição de casa. Nunca gostei! Não gostava enquanto aluna e continuei não gostando enquanto mãe, e quando me vi como educadora também não via sentido e vi apenas a distância entre aprender e ter prazer aumentar.

Então hoje me deparei com um texto , em Inglês, “Homework is wrecking out kids: The reseach is clear, let’s ban elementary homework.” de Heather Shumaker, e ao lê-lo senti que não estava sozinha nesse pensamento, e então resolvi fazer uma livre tradução dele para quem sabe acalmar pais , mães, professores e escolas que acreditam que lição de casa seja necessária e quem sabe dar uma ajuda a essas crianças que estão cada vez mais soterradas com lições além do necessário.

Vale a pena ler e refletir!  lição de casa

O texto começa dizendo que não há qualquer evidência de que a quantidade de lição de casa melhore a performance acadêmica de alunos do Ensino Fundamental I. Quem faz essa declaração é o pesquisador guru sobre lição de casa, Harris Cooper,da Universidade de Duke, Ouvir essa declaração pode ser surpreendente, independente da opinião que você tenha. Como pode ser verdade que horas de brincadeiras perdidas, disputas de força e lágrimas possa ser por nada? Que milhões de famílias tenham uma rotina noturna que nada ajuda? Segundo Harris Cooper, a lição de casa é uma prática tão aceita que fica difícil que a maioria dos adultos sequer questionem seu valor.

Quando olhamos os fatos, no entanto, o que encontramos é que lição de casa tem benefícios, mas os benefícios dependem da idade. Para crianças do ensino fundamental I , e faço aqui um aparte dizendo que por motivos óbvios a educação infantil está incluída,foi observado em pesquisas que estudar na sala de aula proporciona  resultados superiores, enquanto que lição extra em casa é somente…lição extra.

Mesmo no Ensino Fundamental II a relação entre lição de casa e sucesso acadêmico é mínima. Quando os alunos atingem o Ensino Médio a lição de casa irá oferecer benefícios , mas apenas em moderação. No máximo 2 horas por noite, pois após isso os benefícios se estabilizam.  A Professora de Educação na Universidade do Arizona, Etta Kralovec, concorda afirmando que a pesquisa é muito clara ao dizer que  não há qualquer benefício para lição de casa no Ensino Fundamental I.

Antes de seguir adiante, o texto esclarece que Cooper compilou 120 estudos em 1989 e mais 60 estudos em 2006, e essa análise abrangente de vários estudos de investigação não mostraram qualquer prova ou evidência de benefício acadêmico no ensino fundamental I. Entretanto, o que se encontrou  foi um impacto negativo nas atitudes das crianças em relação à escola.

É justamente isso que é preoclição de casa e o embate com os paisupante. As tarefas de casa tem um impacto sobre jovens alunos, mas não é um impacto positivo. Uma criança iniciando a escola merece a chance de desenvolver amor pela aprendizagem. Ao invés disso, tarefas de casa na tenra idade faz com que as crianças se revolvem contra a escola, contra tarefas futuras e contra o aprendizado acadêmico. ( ao meu ver ,um verdadeiro tiro no pé do processo de aprendizagem!). O caminho é longo. Uma criança que está na Educação Infantil tem 13 anos de lições de casa pela frente!!!!

Há também prejuízo para as relações pessoais. Em milhares de casas pelo país, as famílias de batalham pelas lições de casa todas as noites. Os pais tentam persuadir e chateiam seus filhos, enquanto que as crianças protestam e choram. Ao invés de se conectarem e se apoiarem ao final do dia, muitas famílias se vêem presas ao ciclo do ” Você fez sua lição de casa?”

Quando a lição de casa vem prematuramente, é difícil para as crianças lidarem com essas tarefas independentemente, necessitando da ajuda de um adulto para lembrar-lhes sobre as tarefas e para eles descobrirem como fazer o trabalho. As crianças criam o  hábito de depender da ajuda do adulto para a lição de casa ou em muitos casos para que façam a lição por eles. Os pais, por sua vez, frequentemente assumem o papel de “Patrulheiro da Lição de Casa” ( socorro!). Ser o chefe chato é um trabalho indesejado e desagradável,mas esse papel costuma durar até os anos do Ensino Médio. Além do conflito constante, ter um “Patrulheiro da Lição de Casa” em casa mina um dos propósitos da lição de casa: responsabilidade

Apoiadores das tarefas de casa dizem que as mesmas ensinam responsabilidade  e reforçam as lições ensinadas na escola, e criam um link entre escola e casa com os pais ( quem nunca disse ou ouviu isso?). Entretanto, pais interessados e envolvidos com a escola podem ver o que está vindo para casa ao olharem na mochila de seus filhos e iniciar uma conversa ( agradável) com eles sobre o que viram na escola – Não é preciso monitorar o progresso de seus filhos com as tarefas atribuídas.

Responsabilidade deve ser ensinada diariamente de várias maneiras, para isso que servem os animais de estimação e as tarefas de casa. Requer responsabilidade para uma crianças de 6 anos se lembrar de trazer seu chapéu e sua lancheira para casa. Requer responsabilidade para um aluno de 8 anos se vestir sozinho, arrumar sua cama e sair para a escola todas as manhãs. Quanto a tarefa de casa servir como  reforço , [e  um fator importante, mas é apenas um fator na aprendizagem. Prioridades não acadêmicas ( boas horas de sono, relacionamento familiar e tempo ativo para brincar) são vitais para o equilíbrio  e bem estar da criança. Eles tem um impacto diretamente na memória da criança, no foco, no comportamento e no potencial de aprendizagem. Lições do ensino fundamental são reforçadas na escola todos os dias. O tempo após a escola é precioso para a criança.

O que funciona melhor no ensino fundamental do que a tradicional lição de casa  é  uma simples leitura em casa. Podem ser os pais lendo para os filhos ou os filhos lendo. A chave é fazer esse momento  algo divertido. Se uma criança não quiser praticar suas habilidades de leitura após um longo dia de escola, deixe-a escutar. Qualquer outro projeto  que venha para casa deveria ser opcional e ocasional.Se a tarefa não produzir um aumento do amor pela escola e do interesse em aprender, então não há lugar para essa tarefa no dia de uma criança do ensino fundamental

Crianças do Ensino Fundamental merecem que as tarefas de casa sejam banidas.  Isso pode ser alcançado ao nível da família, sala de aula ou escola. Famílias podem optar por não fazer, professores podem criar a cultura de nenhuma lição de casa ( ou lição de casa opcional e raramente) e as escolas podem tirar um tempo para ler e pesquisar e reacender a alegria pelo aprendizado.

Não há lugar na vida de uma criança para a lição de casa. Sem benefícios acadêmicos, há melhores usos a se fazer com as horas livres após ( ou antes) da escola.

Para encerrar,devemos pensar que um adulto trabalha em média 8 horas por dia, com 2 horas para o almoço, e quando chega em casa tudo que quer é descansar, trocar de roupa, assistir à TV e não pensar em nada. Uma criança no Brasil fica em sala de aula um média de 4h30, isso se não for criança de período estendido ou integral. O tempo de atenção das crianças é pequeno e cresce conforme ela se desenvolve. Então por que é que ela ainda tem que chegar em casa e fazer mais lição??? Quem disse que isso é positivo?

Para que minha filha tinha que escrever de 100 a 1000 de 10 em 10??? Qual o objetivo? O que ela aprendia com isso?

Minhas maiores lembranças de meus filhos fazendo lição são choros, gritos ( sim, eu também já perdi a calma!), castigos, e sensação de ser incapaz de ajudar-los. Por outro lado , para eles as lembranças são de choro, impaciência da mãe, castigo, cansaço e raiva do conteúdo e da escola ( quando não raiva da professora também), ou seja, uma situação onde todos perdem…DES-NE-CES-SÁ-RIA!!!!

Por todos esses motivos acima e por minhas memórias emocionais como aluna, mãe e professora é que sou contra tarefas de casa. Espero que com esse texto e com o embasamento de outros estudiosos, possa acalmar aqueles que não se conformam com a falta de lição de casa e incomodá-los para que usem esse tempo livre de seus filhos para criarem memórias afetivas positivas, reforçar o elo entre vocês e proporcionar a eles possibilidade de desenvolverem outras habilidades tão ou mais importantes do que uma simples e inútil tarefa de escolar. Com certeza isso irá ter um efeito muito mais benéfico no aprendizado deles e no amor pela aprendizagem.

%d blogueiros gostam disto: