Teia Cooperativa para Escolas

Melhorando o desempenho e o ambiente escolar através de uma nova proposta Pedagógica

A pedagogia da cooperação com seus jogos e atividades é uma ótima opção para ser usada em sala de aula, em momentos de diversão, aulas de educação física, e em momentos em que a inclusão necessite ser reforçada, uma vez que propõe atividades para todos, incluindo todas as diferenças, os mais hábeis e menos hábeis, os mais rápidos e não tão rápidos, os com alto rendimento e com menor rendimento, todos são aceitos e importantes tanto nas atividades de jogos cooperativos quanto nas atividades de aprendizagem cooperativa.

A pedagogia da cooperação age como solução para o bullying, auxilia na aprendizagem através de jogos e estruturas cooperativas, melhoram as habilidades sociais , levantam a auto-estima de alunos e professores, melhoram os resultados acadêmicos e restabelecem valores sociais como respeito, aceitação das diferenças, cooperação, solidariedade. A pedagogia da cooperação também é perfeita como ferramenta de ensino, proporcionando maior engajamento e participação nas atividades propostas em aula.

 

Durante Momentos de Recreação e Aulas de Educação Física

servicos-recreacao

A Pedagogia da Cooperação através dos Jogos Cooperativos é uma ferramenta natural onde normalmente são oferecidos o futebol e outras atividades que requerem certa habilidade. Os Jogos Cooperativos por sua vez requerem pouca ou nenhuma habilidade específica e quase nenhum equipamento. Tudo que é preciso é a vontade de jogar, participar, uma vez que qualquer criança, independente do tamanho, idade , peso, gênero ou habilidades físicas podem jogar. Os jogos focam mais na diversão e no processo do jogo do que nos resultados. Vencer ou perder é apenas uma consequência, uma vez que ou todos ganham ou todos perdem. Ninguém é excluído do jogo e tampouco perde sozinho.

Durante as atividades cooperativas, habilidades como correr, jogar, pegar são desenvolvidas. Os professores são meros focalizadores responsáveis por apresentar o jogo e seduzir as crianças a participarem, refletindo sobre o mesmo ao final. Nas aulas de Educação Física é possível usar os Jogos Cooperativos durante todo período como forma de se ensinar os conteúdos de maneira cooperativa. Diferentemente dos esportes convencionais onde apenas alguns podem jogar enquanto outros menos hábeis são excluídos, as atividades cooperativas contemplam a todos de maneira igual, dando oportunidades oara que todos participem e se desenvolvam. Em pouco tempo os jogos cooperativos passam a ser os preferidos das crianças que passam a pedi-los sempre.

 

Atividades de Recreação

servicos-atividades-recreacao

Jogos Cooperativos são uma ótima opção para momentos de recreação. Ao final do semestre as crianças demonstram mais necessidades de se movimentarem, surgindo aí a chance de usar os jogos cooperativos enquanto aprendem uma variedade de habilidades importantes. Claro que os alunos não precisam estar cientes de que estão aprendendo novas habilidades, ao menos não no começo. Mais tarde no entanto, é interessante e indicado que se faça uma reflexão coletiva onde os alunos poderão enumerar o que aprenderam durante as atividades cooperativas. A reflexão e discussão é um passo importante pois irá alertá-los sobre as habilidades e valores desenvolvidos durante os jogos, perpetuando-se nos demais espaços de suas vidas. O jogo Cooperativo vai além das quadras e das salas da escola, vai para a vida.

 

Usando atividades cooperativas no processo de ensino – Aprendizagem – Aprendizagem Cooperativa

servicos-resolucao-conflitos

Uma vez que o propósito principal do ensino é que os alunos aprendam algo que possam aplicar em suas vidas, a Pedagogia da Cooperação, através da Aprendizagem Cooperativa, apresenta uma forma única e diferenciada de aprendizado possível a todos, independente da matéria em que será aplicada Qualquer conteúdo pode ser ensinado através das estruturas aplicadas na Aprendizagem Cooperativa. Como forma de atividades em equipe, jogos, os conteúdos são contemplados e ativam o interesse dos alunos através da diversão e do uso das inteligências múltiplas associadas às atividades cooperativas. Por serem atividades que remetem ao riso, são dinâmicas, exigem a participação de todos sem excluir ninguém, tornam-se atividades significativas e consequentemente aprendidas para sempre.

Vemos a cada dia escolas mais preocupadas em alfabetizarem suas crianças, queimando etapas, esquecendo-se de valorizar e desenvolver habilidades como coordenação motora fina, consciência corporal, ritmo, lateralidade e com isso, crianças alfabetizam-se de forma deficiente. Esta deficiência vai piorando a cada ano e acumulando outras deficiências, causando a desistência dos alunos ou então pessoas que passam pela escola sem nada aprender. Estudos já fizeram conexão entre o uso de habilidades motoras e o desenvolvimento das habilidades de aprendizagem. Estas atividades de Aprendizagem Cooperativas fazem uso de várias habilidades motoras que muitas crianças quase nunca tem a chance de usar, uma vez que as escolas querem que as mesmas fiquem imóveis e passivas, tendo como paisagem a nuca do colega da frente.

O uso dos jogos cooperativos em sala de aula também são ótimos para começar as atividades do dia, como mudança de uma atividade para outra, para elevar a energia da sala após uma atividade longa, e mesmo durante estes momentos mais informais, os alunos continuam sendo expostos e aprendendo habilidades tais como ouvir, concentração, atenção, ritmo, seguir direções, respeitar o próximo, lateralidade, coordenação motora fina e grossa entre outras, que também são habilidades de aprendizagem válidas e necessárias dentro de sala de aula.